sinal verde

A liberdade não está no sinal verde
tampouco está na extinção das regras
pois quando nos é permitido atravessar
entendemos que é o certo a se fazer
já quando somos entregues a nós mesmos
angustiamo-nos por não ter a o que desobedecer

A liberdade não está nas correntes que caem
tampouco é o horizonte sem cercados
pois quando não prendem nossos braços
cativam nossa capacidade de sonhar e viver
já o longínquo paraíso é mera vertigem
sucumbimos na própria ilusão do bem estar

A liberdade não está na folga do trabalho
tampouco está na carreira que foi escolhida
pois somos condicionados a suprir o mercado
vendendo suor e sentimentos entregues por inteiro
já a carreira não passa de um espetáculo aberto
onde nos iludimos de protagonistas

A liberdade se esconde nas entrelinhas
exala seu perfume no afeto sincero
faz propagando nos sorrisos espontâneos
manifesta-se nos gestos voluntários
liberdade é expressar-se sem permissão
é não querer dizer nada mais que a própria ação

– Uriel Silveira

Compartilhar: